Skip to content

Precisão fora do contexto: o sentido figurado.

2.April. 2019
por Claudia Atas

fusaoNo post anterior, defendi que se um vocábulo for exato, preciso, adequado ao contexto pode e deve ser repetido quantas vezes forem necessárias. Ao final, prometi analisar dois aspectos relacionados ao assunto: meios para encontrar a palavra mais adequada ao seu contexto e, ao contrário, como usar palavras a princípio incompatíveis com o seu contexto, criando valor para a sua redação.

Como achar a palavra “certa”

Leituras ajudam a enriquecer o vocabulário, que, por sua vez, ajuda a encontrar vocábulos e construções, digamos, “eficientes” – aqueles que, usados de modo figurado ou literal, sintetizaram frases e parágrafos, dispensando longas explicações. Portanto, conferem mais clareza ao texto e melhor compreensão da mensagem, do argumento, do fato narrado.

Por exemplo,

A demissão de Bebianno pode ser narrada em dois registros alternativos. Na linguagem do recreio do pré-primário: um chamou o outro de mentiroso, feio e bobo. No idioma compartilhado entre milicianos e facções do crime: um qualificou o outro como traíra, X-9.

As milícias brasileiras não surgiram no quadro de uma guerra civil, mas no contexto do controle das favelas do Rio de Janeiro pelo crime organizado

A crise política brasileira inscreve-se, como singularidade, na crise mais ampla das democracias ocidentais….

Observe a concisão proporcionada pelo uso de registros, quadro, contexto e inscreve-se – termos frequentemente usados por articulistas, como o jornalista e sociólogo Demétrio Magnoli.

São expressões úteis para vários tipos de redação porque, entre outras vantagens, ajudam a sintetizar ideias, sentimentos, intenções e fatos concretos que, normalmente, exigiriam mais descrições e/ou explicações. Esse tipo de concisão não dificulta a comunicação, ao contrário, facilita sua compreensão.

Pesque e se sirva

Jargões e terminologias (termos específicos, peculiares a cada área de conhecimento, atividade, comunidade, etc.), quando “alocados” para uso figurado produzem efeitos surpreendentes. Podem enriquecer o texto e o estilo, criar impacto, facilitar a compreensão e outras qualidades.

Como nestas frases, produzidas, com uma exceção, pelos jornalistas da área política:

A indústria fonográfica catapultou o cantor sertanejo, por isso está tão famoso. (dicionário Michaeli online)

Se o presidente depende de constante aprovação, manchas na imagem também podem drenar sua força. (Bruno Boghossian, jornalista)

Essa história de que a candidatura do Bolsonaro irá desidratar não faz o menor sentido. (site O Cafezinho)

A fala vaga e sem detalhes desanimou investidores porque prenuncia desidratação, reduzindo o efeito fiscal da reforma.

(…) o filho do presidente fritou um ministro em praça pública. Carolina Bahia, jornalista.

PSDB é um partido que está esfarelando. Comentarista Marcelo Madureira.

Fique sempre atento às palavras-síntese e às transposições de termos usados por bons redatores em sentido figurado. Você pode pescar palavras potencialmente úteis para o seu tipo de comunicação.

Deixe uma resposta

Observação: Você pode usar HTML básico nos seus comentários. O seu email não será publicado.

Assine este comentário via RSS